sábado, 30 de maio de 2020

PF quer ouvir Bolsonaro em inquérito de interferência na corporação

| |
Em documento enviado ao Supremo Tribunal Federal (STF), a Polícia Federal afirma que é necessário ouvir o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) no inquérito sobre a acusação do ex-ministro Sergio Moro de que Bolsonaro tentou interferir na corporação.
"Para a adequada instrução das investigações, mostra-se necessária a realização da oitiva do Presidente da República Jair Messias Bolsonaro a respeito dos fatos apurados", afirmou a PF, segundo a TV Globo.
Nesta sexta (29), a PF, através da delegada Christiane Correa Machado, pediu ao STF mais 30 dias para a apuração do inquérito.
Após o pedido de Machado, o relator do inquérito no STF, Celso de Mello, fez a requisição para que o procurador-geral da República, Augusto Aras, se manifeste sobre o assunto.
O inquérito foi aberto a pedido do próprio Aras, em razão das declarações dadas pelo ex-ministro da Justiça Sergio Moro. Ele deixou o governo acusando Bolsonaro de interferência na PF ao substituir o então diretor-geral da corporação, Maurício Valeixo, e cobrar uma troca no comando da superintendência do órgão no Rio de Janeiro.
com informações de yahoonotícias