sexta-feira, 31 de julho de 2020

Vacina contra coronavírus é testada em macacos e dose única mostra efeitos positivos

| |
Foto: Getty Images

Uma vacina contra o coronavírus, que está sendo desenvolvida pela empresa Johnson & Johnson, mostrou resultados positivos ao ser testada em macacos infectados. O estudo foi publicado na revista científica Nature na última quinta-feira, 30.

Recentemente, a empresa começou a fazer testes clínicos para, em breve, poder fazer a testagem em humanos na Europa e nos Estados Unidos. Ainda deve demorar algumas semanas para que humanos possam participar das pesquisas, mas os dados feitos a partir de estudos em 52 macacos.

A diferença da vacina que está sendo produzida pela Johnson & Johnson é que ela teria dose única, enquanto outros estudos trabalham com uma imunização em duas fases.

A imunização é feita com base em um vírus chamado Ad26, modificado pelos pesquisadores para que tenha o gene da proteína do novo coronavírus. Dessa forma, o vírus entra nas células humanas, mas sem conseguir se replicar dentro delas. A célula na qual o vírus está hospedado usa o gene para criar os anticorpos contra o coronavírus.

Paul Stoffels, vice-diretor do Comitê Executivo e Chefe do Gabinete Científico da empresa, afirmou que eles esperam que, em setembro, possam passar para a fase três dos testes. “Os resultados nos deram confiança para continuar o desenvolvimento da vacina”, afirmou.

A empresa ainda promete que, na fase 3, vai priorizar testes em populações mais vulneráveis, que foram diretamente afetadas pela pandemia. Nos Estados Unidos, estariam incluídas pessoas negras, latinas e idosos acima dos 65 anos.

Nesse mês, reguladores europeus aprovaram a vacina Ad26 da Johnson & Johnson para o Ebola. Foi a primeira vez uma vacina feita com esse tipo de vírus foi aceita para qualquer doença.

com informações de yahoonotícias