terça-feira, 20 de julho de 2021

Alunos do Mundial participam de visita virtual à exposição fotográfica de artista potiguar

| |

Exercitar o simples ato de olhar o outro. Foi com esse espírito que dezenas de alunos do Mundial Colégio e Curso ‘embarcaram’ nessa segunda-feira, dia 19 de julho, para o Sesc-RN, através da tela, para participar de uma visita virtual ao ‘Reolhar’, exposição fotográfica do artista Borges Potiguar. Acompanhados da professora de arte, Bianca Vasconcelos, os alunos do 7º ano do Ensino Médio assistiram a exposição e participaram de uma roda de conversa e ações arte educativa, e discutiram o que acharam da exposição e as conexões com o cotidiano.

Segundo a professora, o objetivo da ação especial é oferecer aos estudantes experiências nas artes visuais, como também um olhar crítico para as artes. “Eu acredito muito que hoje em dia precisamos ter contato com a arte e saber apreciar, as vezes os estudantes ficam muito no mundo das ideias, e quando temos contato com a exposição Reolhar, de um artista da nossa cidade, que poucas pessoas tem o reconhecimento dos artistas da terra, é ter contato com uma nova visão, com um Reolhar mesmo para a arte”.

A exposição, acrescenta Bianca, não traz só o contexto da fotografia em si, da importância do registro como fato histórico, mas ele traz a sensibilização e é algo que se precisa trabalhar hoje com os alunos. “Eu acho que os alunos conseguiram refletir bastante sobre as suas próprias potencialidades como observadores, e futuros fotógrafos, por que não? É muito bom ter esse olhar sensível para o que estamos vendo. Então a essência do trabalho de Borges na exposição é parar, olhar, contemplar, estar presente no lugar, sendo mais do que conteudista, um trabalho de desenvolvimento humano, para o olhar com o outro”, explica.

Para o aluno, Miguel Vieira, do 7° ano B, conferir a exposição de forma virtual é uma forma diferente de estudar o conteúdo. “Bem mais dinâmica, mais legal do que a aula comum. Eu pude observar o trabalho do artista de Sala de aula e observar a força do povo nordestino”. Já Letícia Lessa, do 7°B, gostou porque pode conhecer realidades fora do convívio. “Eu pude conhecer a realidade do fotógrafo Borges Potiguar, da Mariana (que foi a Guia da exposição), e através das fotos observar diversas realidades, a gente tem que sair um pouco da nossa zona de conforto”.

A aluna Júlia Letícia, do 7°B, amou a experiência. “Se relaciona bastante com o que a gente tá estudando (a arte da fotografia), relata bastante a realidade de outros trabalhadores e moradores de rua, a realidade a nossa volta”, finaliza. “Nestes tempos atuais e virtuais estamos perdendo o sentido do olhar. É nele que podemos encontrar caminhos e possibilidades de nos reencontrar e encontrar saídas para seguir adiante. Reolhar é olhar para o outro-espaço”, explica Borges, o artista da exposição.