segunda-feira, 19 de julho de 2021

Gavião-carijó e coruja-buraqueira são resgatados pela Guarda Municipal na Zona Norte

| |

O trabalho de preservação da fauna silvestre realizado pelo Grupamento de Ação Ambiental da Guarda Municipal (Gaam/GMN) vem sendo ampliado com o aumento de ocorrências de animais feridos ou em situação de perigo dentro da área urbana. Ainda na sexta-feira (16), um gavião-carijó e uma coruja buraqueira foram resgatados com sinais de ferimentos. Nas duas situações, as aves foram resgatadas no bairro Nova Natal, na zona Norte da capital.

A coruja buraqueira (Athene cunicularia) foi encontrada dentro de uma residência localizado na rua Boi Bumbá. A ave foi averiguada pelos guardas municipais que detectaram que o animal estava sem movimentação nas pernas e nas garras, ocasionando a impossibilidade de voar. “Acreditamos que o ferimento se deu devido a uma colisão frontal, provavelmente, com um muro residencial próximo. A equipe procedeu o resgate da ave cautelosamente no sentido de mitigar os danos ao animal já lesionado”, contou o guarda A. Pereira.

Já o segundo resgate foi o de um gavião-carijó que adentrou no Centro Municipal de Educação Infantil (Cmei) Professora Stella Lopes da Silva, na rua dos Mororós, conjunto Nova Natal. O animal passou por uma análise preliminar do seu estado de saúde onde os guardas perceberam a dificuldade da ave alçar voo, permanecendo sempre no solo. “Não conseguimos identificar o motivo do gavião não voar, então demos sequência ao resgate mantendo-o na mesma caixa de papelão que se encontrava, no sentindo movimentar o indivíduo o menos possível, até a entrega aos cuidados veterinários”, contou A. Perreira.

As duas aves silvestres foram direcionadas a Companhia Independente de Proteção Ambiental (Cipam), no Parque das Dunas, e em seguida encaminhadas ao Centro de Triagem de Animais Silvestres do Ibama para que as mesmas sejam avaliadas por veterinário, passem por tratamento e, quando em boas condições, sejam devolvidas a natureza.

A coruja-buraqueira é uma ave de pequena. Quando adulta, chega a medir de 23 centímetros a 27 centímetros e a pesar entre 170 gramas e 214 gramas. Tem uma envergadura entre 53 centímetros e 61 centímetros. Já o gavião-carijó mede de 31 a 41 centímetros de comprimento, sendo os machos 20% menores que as fêmeas. Este último é encontrado em diferentes ambientes, ocorrendo do México à Argentina e em todo o Brasil. É uma espécie predominante no Brasil.

Para acionar as equipes de resgate de animais silvestre da Guarda Municipal, o cidadão pode ligar para o número 190 do Centro Integrado de Operações em Segurança Pública (Ciosp) que as guarnições serão deslocadas ao local da ocorrência.