sexta-feira, 20 de agosto de 2021

Natália Bonavides vota contra medidas mais rígidas contra assassinos de policiais e seus familiares, dois deputados não votaram

| |

A Câmara dos Deputados aprovou nesta quinta-feira (19), por 314 a 96, um projeto de lei que determina que sejam recolhidos “preferencialmente” em cadeias federais, os condenados e presos provisórios por assassinato de policiais e de seus cônjuges e parentes até terceiro grau. 


Da bancada potiguar, apenas a deputada federal Natália Bonavides (PT) é que votou contra. Os deputados Benes Leocádio e Walter Alves não participaram da votação. Os demais votaram favoravelmente à matéria.


O texto aprovado acrescenta dispositivos a uma lei de 2008, para prever que os assassinos enquadrados nesta hipótese de homicídio qualificado sejam “preferencialmente recolhidos em presídio federal”.